vakinha do disco novo <3

gentêêê tomei uma decisão:
vou gravar um disco com as músicas do belchior.
simmmm, vou gravar!
meu coração tá me dizendo pra fazer isso.
minha intuição tá dizendo “faça (e coloque a sua alma lá)”.
e vocês também… me pedindo através
da mensagens que chegam,
repletas de amor.
decidi parar de lutar contra o meu preconceito bobo
sobre me entregar ao lado intérprete.
eu comecei cantando na noite e acreditava que
me movimentar fora do esquadro autoral era sucumbir
a uma espécie de caminho mais “fácil”.
besteira.
até porque interpretar belchior está entre
as coisas mais difíceis que já fiz na vida rsrs.
a verdade é que tenho aprendido muito com esse show -
foi um grande presente do universo na minha vida.
tomada essa decisão, já reuni os mesmos músicos
(fabá jimenez e adriano grineberg) para darmos continuidade
ao que nasceu com entrega, verdade e muito amor!
agora pergunto:
vocês topariam nos ajudar?
explico…
estávamos negociando uma publicidade na semana
passada que custearia o disco todo.
eu tava animadíssima achando que fecharia,
mas infelizmente não rolou.
enfim, de volta à dura realidade de estarmos
5 meses sem poder trabalhar,
pensamos aqui em levantar uma segunda
vakinha pra finaciar coletivamente o disco.
eu adoraria não pedir isso à vocês, mas essa é a verdade
do momento que vivemos e também já aprendi que
não é vergonha nenhuma pedir ajuda / jogar a real
levantamos os custos e estamos abrindo a vakinha -
lembrando que eu, ana, não receberei nada.
esse dinheiro é para pagar estúdio, músicos,
produção, mixagem, masterização, direitos autorais,
capa, design, etc.
qualquer valor alcançado será transformado
em estrelinhas e agradecido até o infinito.
teremos uma série de presentes e devolutivas
pra quem contribuir (conto tudo num outro post,
mas a minha idéia é que vocês acompanhem
com a gente essa jornada).
tô feliz de dividir essa notícia com vocês
e empolgadíssima com as gravações!
simbora fase 2 do rolê do amor.
um beijo com todo amor do mundo.
partiu estúdio aaaaaaaa que emoção!
tudo isso pra você e por você, belchior <3

link da vakinha >> http://vaka.me/1287941 ou aqui

gentêêê!
teremos SHOW especial INÉDITO ❤️

confesso que nunca me passou pela cabeça levantar
uma campanha pra viabilizar uma live ou show.
mas depois do meu desabafo frente às grandes marcas
que negaram o nosso pedido de ajuda e diante
da enxurrada de amor de vocês – centenas de mensagens
que continuam chegando até agora (chorei com algumas),
decidimos lançar um projeto inédito no dia 09 de julho.
vamos fazer isso com todo amor e carinho,
aproveitando para realizar um grande desejo pessoal:
cantar as músicas de BELCHIOR
sim! vai ser um show só com as canções
desse grande compositor cearense que eu tanto amo.
então criamos a vakinha para quem quiser e puder nos ajudar.
vocês podem doar qualquer valor (o mínimo que o
sistema vakinha aceita é de R$ 25 – como se fosse o ingresso de um show).
esse dinheiro vai chegar na mão das pessoas,
que nesse momento, estão sem trabalho (há 3 meses),
totalmente desassistidas.
profissionais da cadeia da música que possuem família,
filhos e muitos boletos a pagar.
músicos, técnicos de som e vídeo, produtora e empresária,
maquiadora, direitos autorais e o que sobrar,
pretendo doar uma parte à projetos sociais
que estou envolvida pessoalmente, distribuindo
cestas básicas e lanches às pessoas em situação de rua.
o show será no youtube dia 09/07 e todo mundo
poderá assistir gratuitamente.
o intuito é criar uma corrente do bem, energética mesmo,
da soma, do amor e cantar um repertório inédito, nunca feito antes sozinha.
agora sobre aprendizados…
uma grande amiga me disse que eu tinha que aprender a aceitar ajuda.
“você está sempre pronta a ajudar todo mundo
agora precisa aprender a aceitar a ajuda de
quem te ama e gosta do seu trabalho”.
acho que ela está certa e enxerguei a
possibilidade de transformar isso em mim.
só desejo levar arte e amor pra vocês e
também ajudar diversos profissionais
que precisam muito nesse momento.
então a VAKINHA “Ana Caña Canta Belchior” está aberta!
qualquer quantia é bem-vinda e nosso intuito
é poder fazer o que a gente ama e ajudar quem precisa.
muito obrigada gente por essa corrente
que me faz seguir acreditando.
juntos somos mais fortes!
amando e mudando as coisas <3

arte da minerva dias feita com café.

todo mundo tem o coração machucado.
a gente posta foto pra dizer tô arrasando, tô feliz, lacrei, sou foda.
mas a gente diz isso pra si mesmo.
e torce pra que todo mundo dê um like.
faz parte.
quem não quer ser amado (a)?
mas a verdade é que a vida é bem mais complexa e real
do que as redes e seus filtros.
a dor desmonta a gente num suspiro.
arregaça o coração e também arranca o chão.
às vezes, a gente se desespera sem dinheiro, mil boletos atrasados.
quem dorme?
ingratidão também dói.
e a dor da injustiça social corrói.
dor enterrada por planos que não se concretizaram,
sonhos que (ainda) não vingaram.
também já vi gente com muito dinheiro, podendo “tudo”
e sem uma porra de um amigo verdadeiro ao lado.
sofrimentos díspares, sem dúvida.
mas sofrimentos.
a dor da perda também é indescritível.
a partida inesperada de alguém que a gente ama.
essa anda sempre com a gente e quando transborda, fode.
também é embaçado amar alguém e ser enganado.
quem nunca?
por isso, talvez todo mundo que eu conheça tenha um vício.
café, cigarro, açúcar.
roer unhas, beber, contar mentiras.
sabotagem é sobrevivência.
ser humano é suportar os rombos emocionais, afetivos,
financeiros, espirituais.
incógnitas.
não temos, mesmo, muitas respostas.
a gente vai levando.
como pode.
como dá.
mas, existe uma coisa, uma coisinha pequenina
que eu acredito que nos salva,
todos os dias.
parece bobagem, mas pra mim, é o que vale.
o afeto.
com verdade.
quando a gente entra no fluxo de tentar o nosso melhor,
seja isso um mini sorriso ou uma lagriminha de emoção
por alguma coisa que nos tocou o coração, aí alguma coisa brilha.
porque essa tal de boa intenção (dos outros com a gente e da gente com os outros),
ainda é o alicerce pra tudo.
porque…
todo mundo tem um coração.
do presidente da empresa à quem serve o pão.
com certeza, o presidente tá muito mais distante de entender ou conhecer o amor,
afogado na vaidade ou interesses.
já a tia do pão, sabe como é, né?
quem conhece bem a dor e com ela convive, enxerga a do outro melhor.
e que grande sabedoria: oferecer consolo numa mão estendida.
porque sem ele não dá.
a gente não sobrevive.
sem ele, não somos nada.
só ele nos salva.
o AMOR.

08/02 – CIRCO VOADOR – RJ
16/02 – Bloco do BAIXO AUGUSTA SP
25/02 – Bloco PAGU SP